Orçamento Rápido

Quais são e como saber se me encaixo nos programas de imigração para o Canadá?

Basicamente, há duas formas de dar entrada no seu processo de imigração para o Canadá: a primeira delas é ir para o país com um visto temporário, geralmente um visto de estudante tendo como objetivo estudar em um College público (que te dá a permissão de estudar e trabalhar no país) e, com isso, somar mais pontos para ser elegível para dar entrada no seu processo de lá mesmo. E a segunda opção é fazer todo o seu processo do Brasil, por meio de um dos programas federais ou provinciais que vamos falar a seguir.

 

Os caminhos e as opções são muitas, são mais de 50 processos de imigração, que vão desde os programas federais, que abrangem o Canadá todo, até os programas provinciais, que são de regiões específicas.

 

Os programas Federais são o que chamamos de One Step Program (Programa de um passo), que é quando você faz a sua inscrição diretamente para conseguir a residência permanente, em um passo só. 

 

Além de poder escolher qualquer lugar do Canadá para morar, outra vantagem dos programas federais são os custos, pois a comprovação de renda que você deverá apresentar e o investimento financeiro são bem menores em comparação a outros programas. 

 

Outra grande vantagem dos programas federais é a rapidez do processo, que consiste na inscrição, convite para aplicação e pedido de residência. Porém, é importante destacar que, justamente por ser um programa bastante procurado, a concorrência acaba sendo maior e, para destacar-se e pontuar mais, você vai precisar construir melhor o seu perfil.

 

Já os programas Provinciais,  são o que chamamos de Two Step Program (Programa de dois passos): você aplica para o programa de uma província específica e, ao ser nomeado pela província, aplica para o pedido de residência permanente. Ou seja, é como se você solicitasse um pedido de residência na província primeiro e, tendo uma resposta positiva, tem o direito de pedir a permanência no país em si.

 

A grande vantagem dos programas provinciais é que eles são menos concorridos e suas chances de conseguir uma nomeação são muito maiores se comparadas aos programas federais. Porém, é importante lembrar que você deve se estabelecer na província que escolheu e aplicou.

 

Para te ajudar a entender melhor cada um dos programas, listamos abaixo cada um deles e o que eles oferecem ao candidato que pretende solicitar residência permanente no país: 

PROGRAMAS FEDERAIS

  • Express Entry – Neste programa, você tem a opção de imigrar ao provar que possui determinada qualificação profissional que poderá desenvolver no Canadá. Eles se subdividem em três tipos: Federal Skilled Worker, Federal Skilled Trades e o Canadian Experience. 

 

Atlantic Immigration Pilot – Apesar de não ser uma opção para todo o território canadense, o programa abrange mais de uma província. Essa é uma opção caso você tenha se formado recentemente em uma instituição de ensino do Canadá e tenha a intenção de viver em uma das 4 províncias do Atlântico do Canadá (New Brunswick, Nova Scotia, Prince Edward Island e Newfoundland and Labrador).

 

Caregivers – Essa é uma opção para quem desenvolve a função de cuidador de idosos ou crianças e tem uma oferta de trabalho nessa área no Canadá.

 

Start-up Visa – Se você pensa em iniciar um negócio no país, essa pode ser uma excelente oportunidade. Porém, é importante que esse negócio seja em áreas inovadoras e que você crie empregos para cidadãos canadenses. Além disso, você deve obter a aprovação de pelo menos três empresas designadas pelo governo canadense (nas áreas de venture Capital Funds, Angel Investor Groups ou Business Incubators), que também deverão fazer um investimento na sua empresa. 

 

Self-employed – Desenvolve atividades culturais ou voltadas ao esporte? Essa pode ser uma excelente opção, desde que você comprove experiência e esteja disposto (a) a trabalhar e se doar para essas áreas no país.

 

Rural and Northern Immigration Pilot – Algumas cidades de várias regiões do país necessitam de mão de obra qualificada específica, portanto, caso tenha estudado ou morado em uma das cidades de zonas rurais que participam desse programa e queira migrar pra lá, esse é o programa para você. 

 

Agri-Food Immigration Pilot – Áreas como agropecuária e agricultura necessitam de mão de obra qualificada, portanto, o país investe em programas que tragam esses profissionais, desde que eles comprovem, dentre outras coisas, que possuem experiência na área e que querem continuar trabalhando com isso. 

PROGRAMAS PROVINCIAIS

 

Além dos programas federais que vimos acima, há também os programas de imigração das províncias, o Provincial nominees. Ao aplicar para um desses programas, você deve seguir todas as regras e especificações da província escolhida, além de obrigatoriamente de estabelecer residência na província que escolheu. 

 

Existem dois tipos de programas provinciais, os independentes e os atrelados ao Express Entry, e é muito importante que você entenda como eles funcionam:

 

Programas provinciais independentes: Você aplica diretamente para a província onde deseja estabelecer residência, de acordo com as regras da província escolhida. 

 

Programas provinciais atrelados ao Express Entry – Você precisa ser elegível e ter um perfil ativo no Express Entry. Ou seja, você vai ter que possuir todos os requisitos exigidos no processo do Express Entry para que possa receber o convite da província escolhida. 

 

Ao todo, o Canadá conta com 10 províncias: Alberta, Columbia Britânica, Manitoba, Nova Brunswick, Terra Nova e Labrador, Nova Escócia, Ontário, Ilha Principe Eduardo, Saskatchewan e Quebec. Além dos territórios do Noroeste, Nunavut e Yukon. 

 

Cada província possui os seus programas, regras e especificações. Quebec, por exemplo, conta com regras e especificação totalmente diferentes das demais províncias, por isso, no momento que escolher a província, é preciso entender o que ela oferece em termos de oportunidades e quais são as regras e requisitos exigidos. 

COMO SABER SE EU ME ENCAIXO NOS PROGRAMAS?

Após ler sobre todos os programas, você pode estar se perguntando: “Eu não tenho Inglês fluente, não me qualifico? ou “Não tenho experiência em determinada área, então já estou fora?” Nada disso! Lembra que falamos que as regras mudam, dependendo do programa que você vai aplicar? 

Alguns programas vão exigir mais experiência e mais inglês, outros, vão pedir exatamente o contrário. Por isso, o mais importante que você tem que ter em mente quando pensar em imigração para o Canadá é o que você tem a oferecer e em qual programa você vai conseguir maior pontuação com o que já tem e, se necessário, trabalhar na melhora do seu perfil para conseguir a pontuação ideal.

Quer saber em qual dos programas você melhor se encaixa? Agende a sua consultoria gratuita e um consultor vai entrar em contato para te ajudar com tudo, é só clicar aqui. 

Deixe seu Comentário